novembro.

45228025_1132563910231366_1347233135112224768_o.jpg

as árvores que se despem,
os tapetes amarelos e vermelhos e assim,
as mãos frias,
o chá,
a espera,
o frio que faz, 
o quente que sinto,
as meias nos pés,
as couves, 
as castanhas, 
as abóboras,
a colher,
a meia-luz,
o dia às oito,
a noite às sete,
o contemplar cá dentro,
a musica baixinha que não pára,
os livros de poesia,
novembro.